Uma aula sobre flow e alto desempenho que leva à liderança para a felicidade

O estado de profunda concentração e de satisfação com algo que estamos realizando é o que vai te guiar para o alto desempenho e felicidade.

Uma aula sobre flow e alto desempenho que leva à liderança para a felicidade

O estado de profunda concentração e de satisfação com algo que estamos realizando é o que vai te guiar para o alto desempenho e felicidade.

verificado-p9b5wei8xhwe6tpnd9l0yfyhsau4bv7zr389bvjd9k

Camila Farani

17 de novembro • 3 min

verificado-p9b5wei8xhwe6tpnd9l0yfyhsau4bv7zr389bvjd9k

Camila Farani

17 de nov • 3 min

Você sabia que mais de 20 mil brasileiros pedem afastamento médico no ano devido às doenças mentais relacionadas ao trabalho? Pois é, de acordo com uma pesquisa realizada pela Mckinsey, cerca de 40% dos colaboradores relataram que, provavelmente, deixarão o emprego nos próximos 6 meses por conta de suas altas cargas de trabalho adicionadas a uma rotina desafiadora e uma pressão psicológica de alta produtividade e ao mesmo tempo tendo que lidar com as mudanças constantes diante de um cenário cada vez mais digital.

Ufa.. deixa eu respirar aqui um pouquinho. 

É, parece que todos os setores da economia estão sendo afetados e impactados por esse cenário que exige um equilíbrio mental e emocional muito grande de nós, agora mais do que nunca. Por isso, a saúde mental, paz, inteligência emocional estão em alta  são centro de discussões nas grandes empresas. 

A cada dia que passa, tem mais profissionais que apresentam síndrome de burnout (esgotamento mental) e essa é uma realidade que preocupa as empresas, até porque vidas estão em jogo e perda de receita também (são mais de U$S2,5 trilhões em produtividade, com faltas no trabalho e rotatividade), segundo apontam os dados do Fórum Econômico Mundial.

Por isso, eu te convido para uma reflexão: você se sente valorizado em seu trabalho? 

Acontece que muitos colaboradores não estão se sentindo valorizados e enfrentam dificuldades para equilibrar a vida pessoal e profissional. A pesquisa também ressalta que há falta de crescimento profissional e isso impulsiona a uma mudança de jornada, imediatamente, dentro das empresas.

E para quem empreende, a realidade não é muito diferente. A construção de uma jornada empreendedora bem-sucedida exige um alto custo emocional. A pressão é constante para entregar produtos e serviços que, não só agradam aos consumidores, mas que sejam diferenciais.

Em minha coluna da Forbes nesta semana, eu falo sobre este tema que é de suma importância para a melhoria deste cenário, tanto para empresas quanto para intraempreendedores. Saber administrar esses temas é um desafio atual unânime. Ter alta performance exige muito autoconhecimento e é sobre isso que eu quero chamar atenção de todos para um termo antigo, mas que faz totalmente a diferença para o cenário atual: o Flow, um estado de profunda concentração e de satisfação com algo que estamos realizando.

Vem conferir! Clique aqui!

Compartilhe este post nas suas redes sociais

Compartilhe este post nas suas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Não curti.

Meh…

Curti!

Não curti.

Meh…

Curti!

Você também pode gostar de:

Você também
pode gostar de:

Enterprise agility: o que era uma opção, agora é essencial

Empresas ágeis são aquelas que estão conseguindo…

Como melhorar a experiência do cliente?

Quando você encanta seus clientes e agrega mais valor…

Enterprise agility

Empresas ágeis são aquelas que estão conseguindo…

Experiência do cliente

Quando você encanta seus clientes e agrega mais…